Centro de Tecnologia - Campus A.C. Simões
Universidade Federal de Alagoas
Av. Lourival de Melo Mota, s/n, Cidade Universitária

Maceió - Alagoas, 57072-970

ACOMPANHE AS NOSSAS REDES SOCIAIS

SIGA-NOS

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle

© 2019 por PET Engenharia Civil - UFAL.

Parte 3

A evolução do PET

Texto retirado e adaptado do livro "20 anos do Programa de Educação Tutorial de Engenharia Civil da Universidade Federal de Alagoas: além do espelho", escrito pelo professor Roberaldo Carvalho de Souza.

           Em janeiro de 1989, quando do real início do PET, a CAPES além de apoiar com bolsas os alunos e o Tutor, financiava o programa através de uma ajuda de custo equivalente ao valor do número de componentes ao ano, isto é, se o valor de uma bolsa fosse R$ 100,00 e o número de petianos 12, a ajuda seria de R$ 1200,00 ao ano. O valor da bolsa no começo da década de 1990 equivalia a cerca de uns cinco salários mínimos. Também naquela época a CAPES apoiava o Programa com a vinda de um Professor Visitante por um curto período, assim como premiava o melhor Petiano formando com uma bolsa de mestrado. Esse procedimento aconteceu até o ano de 1997, quando o programa PET foi extinto no governo do FHC.

           A consolidação e evolução do Programa dentro do curso de Engenharia Civil da UFAL só foram possíveis graças à visão de alguns professores que contribuíram de diversas maneiras para tal. Politicamento, no começo, tivemos a assessoria dos professores Williams Soares e Antônio Nazaré no que dizia respeito às questões do Centro e Reitoria. Infelizmente perdemos o contato do Nazaré depois da catástrofe da eleição do NPT em 1988. Mas, lembro-me das várias reuniões que fazíamos na Projecil no período noturno, empresa na área da construção civil, que na época o Nazaré achava que era sócio. Enquanto na área técnica tivemos o apoio dos professores Severino Marques, Dilze Codá, Adeildo Ramos, Viviane Carrilho todos do CTEC e, os professores Edmilson Pontes, Francisco Vieira e Kleber Serra do Centro de Ciências Exatas. A partir de 1992 tivemos a participação dos professores João Carlos Barbirato, Flávio Barboza, Aline Ramos, Cleuda Freire e Marcio Barboza

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

            O PET Engenharia Civil sempre teve um excelente relacionamento com o Colegiado do Curso, Direção de Centro e Reitoria. Com o Colegiado o PET esteve presente em todas as mudanças ocorridas no curso no que se refere ao ensino, pesquisa e extensão. Em relação ao ensino podemos citar o curso de nivelamento, introdução de disciplinas na grade tais como Introdução a Engenharia Civil, Inglês Técnico, participação ativa no Programa de Orientação Acadêmica, discussões sobre o estado de arte das diversas áreas do Curso através de Mesas Redondas, além do auxílio aos Feras nas disciplinas básicas de Cálculo e Física sob a forma de monitoria. 

           Os Petianos têm a participação ativa no PAESPE (Programa de Apoio as Escolas Públicas do Estado), divulgação do Curso de Engenharia Civil da UFAL junto aos alunos que irão fazer o concurso vestibular das escolas e cursinho, na organização do Simpósio Alagoano de Engenharia Civil (SAEC) e nos diversos congressos locais, nacionais e internacionais.

           Sempre que um Petiano conclui o Curso, o PET organiza uma festa de formatura cuja solenidade principal é a aposição de uma placa com o nome do Petiano. Nessa solenidade todos da administração do Centro, Colegiado de Curso, professores, alunos e familiares são convidados para o ato. É um momento em que toda a trajetória do Petiano, durante o tempo no Curso e no Programa, é lembrada pelos seus professores, colegas e Petianos.

Time de futebol society do PET para disputa da COPA CTEC no ano de 1998 onde se pode destacar a presença das petianas Laura Acioly (sentada), Luciana Martins (em pé) e João Barbirato (agachado, terceiro da direita para esquerda)