Centro de Tecnologia - Campus A.C. Simões
Universidade Federal de Alagoas
Av. Lourival de Melo Mota, s/n, Cidade Universitária

Maceió - Alagoas, 57072-970

ACOMPANHE AS NOSSAS REDES SOCIAIS

SIGA-NOS

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle

© 2019 por PET Engenharia Civil - UFAL.

Parte 4

Consolidação do Grupo

Texto retirado e adaptado do livro "20 anos do Programa de Educação Tutorial de Engenharia Civil da Universidade Federal de Alagoas: além do espelho", escrito pelo professor Roberaldo Carvalho de Souza.

               O ser humano nada mais é do que a imagem refletida de um espelho do meio em que vive, com raras exceções, e o Programa de Educação Tutorial encaixa-se perfeitamente nessa filosofia. Quando iniciamos na tutoria do PET tentamos passar aos alunos exatamente o que nos foi ensinado pelos nossos pais. Honestidade, perseverança, responsabilidade, disciplina, hierarquia, preservar os bens públicos foram algumas características que a família Carvalho Souza passou para seus componentes. E foi dentro deste contexto que encontramos o CTEC, de modo que viver e trabalhar na UFAL nada mais era do que uma continuação da família e, hoje em dia essa família cresce e seus novos componentes se adaptam facilmente ao jeito de ser de um membro do Centro.

               No começo tentamos passar para os Petianos um pouco do que aprendemos na vida relativa à convivência em grupo, mostrando para os meninos que todos os assuntos relativos e/ou que diziam respeito ao PET eram discutidos em reunião e, a opinião da maioria sempre prevalecia mesmo que o Tutor não concordasse.

               Os trabalhos coletivos sempre trouxeram bons benefícios para a consolidação do Grupo. No princípio esse trabalho consistia em ir ao campo fazer medições de vazão em um rio e, a primeira experiência que tivemos teve a participação do Carlos André Bulhões, hoje professor do Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH) da UFRGS. O resultado deste tipo de trabalho é muito importante para o planejamento da disponibilidade hídrica de uma bacia hidrográfica de uma bacia hidrográfica, mas, para os alunos, era um verdadeiro lazer. Hoje em dia, além das visitas técnicas, apresentação de trabalhos em congressos, viagens para encontros regionais e nacionais, organização de eventos científicos e culturais, entre outros, são as diversas atividades que o PET – Engenharia Civil da UFAL realiza.

​​​

               O sucesso do PET de Engenharia Civil da UFAL só faz sentido se o Curso estiver bem colocado no âmbito nacional, pois esse é o principal objetivo do Programa de Educação Tutorial. Para alcançarmos esse objetivo foi necessário muito investimento na área de recursos humanos, investimentos esses traduzidos como dedicação dos professores ao Curso.

               A consolidação e evolução do programa dentro do curso de Engenharia Civil da UFAL só foram possíveis graças à visão de alguns professores que contribuíram de diversas maneiras para tal. Dessa forma, o PET Engenharia Civil agradece a todos que contribuíram diretamente ou indiretamente para o programa poder existir e ser o grupo consolidado que atualmente é, em especial à:

  • Roberaldo Carvalho de Souza (tutor das turmas 1992 a 1995 e 1998 a 2011);

  • Williams Soares;

  • Antônio Nazaré;

  • Severino Marques;

  • Dilze Codá (tutora das turmas de 1996 e 1997);

  • Adeildo Ramos;

  • Viviane Carrilho;

  • Edmilson Pontes;

  • Francisco Vieira;

  • Kleber Serra;

  • João Carlos Barbirato;

  • Flávio Barbosa;

  • Aline Ramos;

  • Cleuda Fleire;

  • Marcio Barboza;

  • Francisco Patrick (tutor das turmas de 2011 a 2017); e

  • Karoline Alves de Melo Moraes (atual tutora).

Em todo final do ano, o PET Engenharia Civil realiza, junto ao PET Ciência e Tecnologia e o PET Engenharia Ambiental, a Confraternização de Fim de Ano dos PETs. Na foto, egressos e membros atuais do PET na Confraternização de 2017.

Petianos e calouros do curso de Engenharia Civil após a realização da tradicional Caça ao Tesouro no Nivelamento 2017.